*****Um belo dia acordamos e descobrimos que APAIXONAR-SE É INEVITÁVEL*****

Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 30 de maio de 2010

Filme | Marley e Eu


Todas as sextas minha prima Lílian vem aqui pra casa, entre comilanças e bons papos, sempre vemos um filminho. O problema são os gostos totalmente diferentes, ela ainda romântica no auge de seus 19 anos e eu correndo de filmes americanos, em especial comédias e romances com a Jennifer Aniston, a queridinha do momento.

Bom, e não é que a danada cismou de querer ver "Marley e Eu".

Imediatamente fui ver a sinopse:

Gênero: Comédia - USA
Atores: X, Y, Z e... Jennifer Aniston.

Relutei. Mas como 10 anos mais velha que sou e aprendendo cada dia mais a ceder, me entreguei ao filme.

Do filme não irei falar, obviamente, mas posso e vou contar o desfecho dessa noite.

Lílian: Por que ele tinha que morrer, hein prima? (Morrendo de chorar)

Dani: É o ciclo. (Segurando as lágrimas)

Lílian: Mas não precisava ser assim. Vou dormir triste é? (Eram 1:40h da madrugada quando terminou)

Dani: Verdade. Que merda. (Chorando)

Lílian: Por isso que eu gosto de novela, sempre todo mundo termina bem e feliz.

Dani: Você ainda vai aprender a gostar de coisas boas. Incluindo filmes com finais tristes. Porque assim é a vida e é assim que tem que ser.

Ela foi dormir de cara inchada e eu fui abraçar a minha cadela. E confesso a vocês, já se fazem quase 10 anos que Princesa veio pra nós, mas depois do filme, passei a olhá-la diferente. Da maneira que tem que ser. Como uma amiga.

Todo ser humano devia ter um cachorro em algum momento da sua vida, pensem nessa possibilidade para que vocês possam morrer sentindo o gostinho de uma verdadeira amizade e fidelidade.

Fui dormir p. da vida com quem classificou o filme como sendo uma comédia, Marley e Eu toca o mais gélido dos corações, é um baita de um drama e uma lição de vida.

Eu recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário